Otorrino para criança: quando iniciar o acompanham

Existe acompanhamento de otorrino para criança? A resposta é: sim, existe! 

A otorrinolaringologia infantil faz o diagnóstico e tratamento de doenças do ouvido, nariz e garganta em recém-nascidos, crianças e adolescentes, tal qual é feito em adultos. 

A atuação do médico otorrino é grande na área pediátrica, pois é comum que crianças tenham infecção de ouvido e garganta, além de tosse.

Quando levar a criança ao otorrino

Cuidados relacionados à criança incluem idas regulares ao otorrino, seja por um motivo pontual, ou para fazer a prevenção adequada de condições que possam afetar ouvidos e garganta, por exemplo.

As idas regulares ao otorrinolaringologista não excluem a visita ao pediatra, mas sim, se complementam para que a criança cresça saudável e com qualidade de vida.

A seguir, serão citados e explicados alguns motivos pelos quais a criança deve ir ao otorrino. Acompanhe a leitura.

A criança não passou no teste da orelhinha na maternidade

O teste da orelhinha ou a triagem auditiva neonatal é um exame importante que serve para detectar se o bebê recém-nascido possui algum problema de audição. É imprescindível diagnosticar e tratar precocemente, caso necessário. 

Assim como o teste do pezinho, o teste da orelhinha é obrigatório. É feito por um fonoaudiólogo, profissional capacitado para estudar as funções da comunicação humana, incluindo fala e audição.

Esse teste contempla dois tipos de exame, que são:

  1. Emissões Otoacústicas Evocadas 

  2. Potencial Evocado Auditivo do Tronco Encefálico

Caso o resultado de algum desses dois exames demonstrem alterações, a criança é encaminhada ao médico otorrino. 

A criança está com dificuldades para desenvolver a fala e a dicção

O início da fala da criança se dá a partir dos 12 meses. Quando ela chega aos dois anos, é esperado que a criança fale algumas frases curtas. 

É claro que ocorrem pequenas variações nessas faixas etárias, porém, quando os pais, mães ou cuidadores identificarem atrasos significativos na fala, é preciso consultar um médico otorrino. 

Durante a noite, a criança ronca

Noites agitadas acompanhadas de roncos podem ser indícios de distúrbios nas vias aéreas superiores da criança, principalmente se os pais já forem diagnosticados com apneia, condição que é genética.

Assim como é feito em adultos, o diagnóstico da apneia requer o exame de polissonografia, no qual são colocados sensores na pele da criança durante a noite, capazes de monitorar o sono. 

Alergias a pólen, poeira, animais e de outros tipos, além de infecções nas amídalas e garganta também causam aparecimento de ronco em crianças, porque congestionam as vias aéreas. 

A criança tem otites repetitivas

As otites de repetição são uma doença comum em crianças, na qual a otite, ou seja, a infecção na orelha média, acontece repetidamente. 

O acompanhamento de um otorrino se faz necessário nesses casos para prevenir as manifestações da otite.

Otorrino para criança na Clínica Regina Ortega

Os profissionais da Clínica Regina Ortega são especializados para tratar os casos de rinite, otite e amigdalites que as crianças manifestem. 

Além disso, a equipe clínica está pronta para fazer check-ups e cuidar de seu filho com profissionalismo e dedicação.
 

Dra. Regina Stela Roland Ortega

Otorrinolaringologista

CRM/SP 33487 / RQE 8904

NEWSLETTER

Assine nossa newsletter e fique informado!

Desenvolvido por Fábrica de Tempo

Marcação de consulta Online

ou preencha o formulário abaixo:

PRÉ-AGENDAMENTO

  • Etapa 1
  • Etapa 2
cancelar CONTINUAR

Informações de exames: (escolha primeiro se é particular ou convênio)

cancelar