Doença de Hashimoto: causas e tratamento

Quais são as causas e tratamento da Doença de Hashimoto? Também conhecida como tireoidite de Hashimoto, é uma doença autoimune. 

Isso quer dizer que o próprio sistema imunológico ataca as células da tireóide, causando a inflamação dessa glândula, o que pode trazer como consequência o hipotireoidismo. 

Causas da doença de Hashimoto 

Não há uma causa específica conhecida da doença de Hashimoto, mas existem alguns fatores de risco que tornam a pessoa mais propensa a apresentar o quadro. 

1 - Genética

A genética é um importante fator de risco. Caso na família existam casos de hipertireoidismo ou hipotireoidismo, ou ainda outras doenças autoimunes como lúpus, vitiligo etc, as chances do paciente desenvolver a doença de Hashimoto aumentam consideravelmente. 

2 - Sexo feminino 

As mulheres têm mais chances de serem acometidas por doenças da glândula tireóide, incluindo a doença de Hashimoto. 

3 - Presença de outras doenças autoimunes

Como a doença de hashimoto é autoimune, caso a pessoa possua outra doença autoimune, as chances de desenvolver a tireoidite aumentam consideravelmente.

Doenças como diabetes tipo 1, lúpus, artrite reumatóide são fatores de risco para o desenvolvimento da condição. 

4 - Idade 

A doença pode se manifestar em qualquer idade, mas é mais comum que o paciente desenvolva o quadro entre os 30 e 50 anos. 

Sintomas apresentados pela doença de Hashimoto 

Como a doença de Hashimoto leva, na maioria das vezes, ao desenvolvimento do chamado hipotireoidismo, os sintomas apresentados são praticamente os mesmos. 

Dentre os sintomas da doença de Hashimoto, estão: 

  • Ganho de peso;

  • Maior sensibilidade ao frio;

  • Depressão;;

  • Unhas quebradiças;

  • Lapsos de memória;

  • Queda de cabelo;

  • Alteração menstrual;

  • Dores musculares, nas articulações;

  • Fraqueza muscular;

  • Prisão de ventre;

  • Palidez e pele seca;

  • Fadiga e lentidão.

Diagnóstico e tratamento da doença de Hashimoto

Para o diagnóstico da doença de Hashimoto são levados em consideração os sintomas apresentados pelo paciente em complemento a exames de sangue. 

Os exames laboratoriais vão avaliar a presença de anticorpos antitireoide, além de dosar a taxa de hormônios tireoidianos T3, T4 e TSH, que é o hormônio responsável por estimular o funcionamento da glândula tireóide. 

A doença de Hashimoto, por ser uma doença autoimune, não possui cura. O estado clínico do paciente irá determinar o tratamento. 

Como controlar a doença de Hashimoto?

A intervenção geralmente é realizada quando o quadro evolui para o hipotireoidismo.

Nesse caso, o médico endocrinologista que acompanha o paciente vai determinar o tratamento a ser aplicado e, na maioria das vezes, será feita a reposição com uso de hormônio tireoidiano.

Um medicamento muito utilizado para esse tratamento é a Levotiroxina, que atua controlando o quadro do paciente através da regularização dos níveis de hormônios tireoidianos no organismo. 

Busque tratamento! Consulte um(a) médico(a) endócrino!

Leia também: Hipertireoidismo e hipotireoidismo: o que são?

 

Dra. Regina Stela Roland Ortega

Otorrinolaringologista

CRM/SP 33487 / RQE 8904

NEWSLETTER

Assine nossa newsletter e fique informado!

Desenvolvido por Fábrica de Tempo

Marcação de consulta Online

ou preencha o formulário abaixo:

PRÉ-AGENDAMENTO

  • Etapa 1
  • Etapa 2
cancelar CONTINUAR

Informações de exames: (escolha primeiro se é particular ou convênio)

cancelar