Conheça os principais tipos de alergias respiratór

Você sabe quais são os tipos de alergias respiratórias mais comuns? As alergias respiratórias podem afetar a qualidade de vida por causa de seus sintomas desagradáveis, por isso, lidar com elas e buscar o tratamento correto com um especialista é a melhor forma de evitar desconfortos.

Tipos de alergias 

Alergia é um tipo de reação provocada por elementos presentes no ambiente. Quando afeta o sistema respiratório, é chamada de alergia respiratória. Ou seja, é quando o corpo se protege dos agentes externos, os alérgenos, e o corpo aciona um sistema de defesa. Trata-se de uma resposta do sistema imunológico. 

As coceiras e espirros típicos do quadro alérgico acontecem por causa da histamina, substância liberada pela presença do anticorpo IgE. Esses sintomas, inclusive, têm mais chances de aparecerem no outono e primavera, devido à diminuição da umidade e maior concentração de partículas alérgenas no ar.

Os tipos de alergias respiratórias mais comuns são:

  • Bronquite: É a inflamação dos brônquios, canais que conduzem o ar inalado até os alvéolos pulmonares. A bronquite ocorre quando os pequenos cílios localizados no interior dos brônquios param de eliminar o muco presente nas vias respiratórias. É esse acúmulo que causa a tosse característica da bronquite. Geralmente, é causada por vírus, mas pode ser também adquirida pelo contato com bactéria.

  • Sinusite: Esse problema é uma inflamação da mucosa dos seios da face, região do crânio formada por cavidades ósseas ao redor do nariz, maçãs do rosto e olhos. Outro nome dado à sinusite é “rinossinusite”.

  • Rinite: Trata-se de uma inflamação aguda ou crônica, infecciosa, alérgica ou irritativa da mucosa nasal. Os sintomas são corrimento nasal, obstrução ou prurido nasal, vermelhidão e lacrimejamento.

  • Asma: É o estreitamento dos brônquios, ou seja, estreitamentos dos canais que levam ar aos pulmões,provocando contrações ou broncoespasmos. Nessa condição, fica mais difícil expirar do que inspirar o ar, por que os pulmões recebem o ar viciado, provocando sensação de sufoco.

Causas das alergias respiratórias

Como citado anteriormente, as alergias são uma reação do corpo a um elemento alérgeno. Esse elemento pode ser um um ácaro, fungo, pêlo ou saliva de animais, tinta, pólen etc. 

É verdade também que a alergia respiratória tem mais chances de se desenvolver em pessoas que possuem uma predisposição genética, de pai para filho, por exemplo.

Diagnóstico e tratamento

O otorrinolaringologista é o especialista indicado para identificar a alergia respiratória e dar o encaminhamento ao tratamento adequado. 

O diagnóstico depende do histórico de saúde e dos sintomas apresentados pelo paciente. Normalmente, o tratamento é feito com o uso de medicamentos anti-histamínicos ou corticoides, a fim de aliviar os sintomas. 

Se você suspeita que tem alguma alergia respiratória, o ideal é se consultar com um otorrinolaringologista, médico que cuida do nariz, seios da face, garganta e ouvidos.

Dra. Regina Stela Roland Ortega

Otorrinolaringologista

CRM/SP 33487 / RQE 8904

NEWSLETTER

Assine nossa newsletter e fique informado!

Desenvolvido por Fábrica de Tempo

Marcação de consulta Online

Rui Carlos Ortega Filho - Doctoralia.com.br
ou preencha o formulário abaixo:

PRÉ-AGENDAMENTO

  • Etapa 1
  • Etapa 2
cancelar CONTINUAR

Informações de exames: (escolha primeiro se é particular ou convênio)

cancelar