O que faz o otorrinolaringologista?

Você sabe qual a função do otorrinolaringologista? O “otorrino”, como é mais comumente conhecido, é o médico especialista em diagnosticar doenças dos seios da face, ouvido, nariz e garganta. Ou seja, esse especialista é responsável por estudar as doenças relacionadas às vias nasais, auditivas e a garganta. 

A origem da palavra otorrinolaringologista vem do grego, em que “ous” corresponde à ouvido, “rhinos” à nariz, “larynx” à laringe e “logon” ao estudo. Isso demonstra como o especialista é completo, já que cuida da saúde dessas estruturas da cabeça e do pescoço.

Para avaliar essas partes da anatomia facial, o otorrino tem que estudar as funções de cada uma e, assim, avaliar:

  • Respiração;

  • Audição;

  • Funcionamento da garganta.

Quando procurar um otorrinolaringologista?

Como citado anteriormente, o otorrinolaringologista é o especialista que trata doenças dos seios da face, ouvido, nariz e garganta. Sintomas comuns que alguém demonstra quando está com algum problema nessas partes são:

  • Obstrução nasal;

  • Cefaleia;

  • Dor na face;

  • Secreção nasal;

  • Dificuldade auditiva;

  • Zumbido no ouvido;

  • Tontura;

  • Dor de ouvido;

  • Dor na garganta;

  • Rouquidão.

 

Esses são alguns sintomas que podem indicar problemas nessas partes da cabeça e pescoço. A avaliação do otorrinolaringologista é essencial para quem está sofrendo com um ou mais dos sintomas citados, para ser encaminhado ao tratamento correto.

Quais doenças o otorrinolaringologista trata?

A partir dos sintomas, o especialista é capaz de diagnosticar a disfunção que está ocorrendo. As principais doenças que o otorrinolaringologista trata são:

  • Rinite: inflamação aguda ou crônica, de origem infecciosa, alérgica ou irritativa da mucosa nasal;

  • Sinusite: inflamação da mucosa dos seios da face, região formada por cavidades ósseas;

  • Desvio do septo nasal: ocorre quando a estrutura que separa as duas narinas não é reta e atrapalha a respiração;

  • Apneia do sono: distúrbio no sono em que a respiração pára e volta diversas vezes;

  • Otite: inflamação do ouvido que vem acompanhada de dor incômoda;

  • Amidalite e faringite: infecções virais ou bacterianas que causam inflamação na parte traseira da garganta;

  • Paralisia facial: perda dos movimentos da face ocasionada por problemas nos nervos;

  • Distúrbio do labirinto: sensação de desorientação, como se as coisas estivessem girando;

  • Surdez: perda parcial ou total da audição;

  • Alterações nas pregas vocais e rouquidão.

Tratamento

O encaminhamento para o tratamento adequado das doenças diagnosticadas pelo otorrinolaringologista é feito depois de uma avaliação criteriosa do médico e depende da gravidade de cada caso.

Por exemplo, para tratar a rinite alérgica, o especialista faz o exame físico e, em alguns casos, pode pedir um teste de alergias e exame de sangue para confirmar o diagnóstico. Depois disso, o tratamento é feito por meio de medicamentos anti-histamínicos (antialérgicos), descongestionantes nasais e corticosteróides. Outra solução que o otorrino pode sugerir para tratar a rinite alérgica é a imunoterapia, que é a vacina para rinite.

Agora que você já sabe o que faz o otorrinolaringologista e quais doenças ele trata, na próxima vez que tiver algum sintoma, poderá se consultar com esse especialista.

Dra. Regina Stela Roland Ortega

Otorrinolaringologista

CRM/SP 33487 / RQE 8904

NEWSLETTER

Assine nossa newsletter e fique informado!

Desenvolvido por Fábrica de Tempo

Marcação de consulta Online

Rui Carlos Ortega Filho - Doctoralia.com.br
ou preencha o formulário abaixo:

PRÉ-AGENDAMENTO

  • Etapa 1
  • Etapa 2
cancelar CONTINUAR

Informações de exames: (escolha primeiro se é particular ou convênio)

cancelar