Fique atento! Saiba o que fazer quando o bebê engasgar

Fique atento! Saiba o que fazer quando o bebê engasgar

O que os pais da pequena Kethlyn, de apenas oito dias, viveram na última quarta-feira, em Itanhaém, é o medo da maioria das pessoas que presenciam a tosse insistente de alguém que se engasgou. Sufocada, a menina já corria risco de morrer. Ela foi salva por dois policiais militares que realizaram os primeiros socorros, após longos minutos de desespero dos pais. Só então todos puderam respirar aliviados. 

O que a pequena Kethlyn viveu é mais um alerta para a necessidade de, em casos como esse, manter a calma e dominar alguns procedimentos que podem ajudar.
 
De acordo com o médico e diretor da Associação Brasileira de Otorrinolaringologia, Eduardo de Sá Pedroso, apesar de poder acontecer com qualquer pessoa, casos de engasgo acometem mais crianças e idosos. Isso por conta de incorreções na deglutição ou, no caso das crianças, pela ingestão de pequenos objetos.

“Ao invés de se dirigir para o esôfago e seguir para o estômago, o corpo estranho cai nas vias aéreas”, explica o médico. Segundo Pedroso, muitas vezes o alimento forma um ‘bolo’ no esôfago que causa desconforto, mas sem grandes complicações. Agora, quando segue pela laringe e ultrapassa a prega vocal provoca uma tosse muito forte. “Essa tosse pode deslocar o ar em até 300 km/h. É uma forma de o organismo expelir aquele corpo estranho”.

Apesar do susto, na grande maioria dos casos a tosse resolve o problema. O pior acontece quando todo o canal é obstruído, não se tem reação e a respiração fica impossibilitada.

“Nesses casos, se for um bebê, é preciso colocá-lo de barriga para baixo, apoiado no braço e, este por sua vez, na perna. Se for líquido, essa posição já ajuda. Se foi obstrução por sólido, é preciso dar empurrões nas costas, com uma força dosada para o tamanho da criança”.

No caso dos adultos e crianças maiores, a manobra de Heimlich é a indicada. Posicione-se atrás da vítima, se ela ainda estiver consciente. Em crianças, posicione-se atrás, de joelhos. Coloque uma das mãos fechadas sobre a chamada boca do estômago e com a outra, comprima a primeira, ao mesmo tempo em que empurra para dentro e para cima, como se fosse levantar a pessoa.

“Tudo isso deve ser realizado sem esquecer de pedir para alguém chamar socorro profissional. Se a pessoa desmaiar, é importante verificar se é possível retirar o corpo estranho com o dedo. Caso contrário, procedimentos médicos precisam ser tomados com urgência”, diz Pedroso.
 

Pneumonia

Balas mais duras, amendoim e pipoca. Esses alimentos, afirma Pedroso, devem ficar de fora da alimentação de crianças até mais ou menos 5 anos. O médico explica que pequenos pedaços podem não causar engasgos, mas ser aspirados e alojados no pulmão. “Esses fragmentos podem acumular secreção e causar pneumonia”.

Já os idosos que usam dentaduras devem redobrar os cuidados na hora de comer. “Como com a prótese pode se perder a sensibilidade em alguns locais, isso pode fazer com que o controle da deglutição diminua, favorecendo os engasgos”.

Rápido demais

Os hábitos atuais também podem garantir um cenário propício para os engasgos. “Comer e mastigar rápido demais é um perigo. Nesse dia a dia atribulado, é preciso ter mais calma na hora de comer”.

Fonte: A Tribuna
http://www.atribuna.com.br/cidades/fique-atento-saiba-o-que-fazer-quando-o-beb%C3%AA-engasgar-1.369680

NEWSLETTER

Assine nossa newsletter e fique informado!

Desenvolvido por Fábrica de Tempo

Marcação de consulta Online

ou preencha o formulário abaixo:

  • Etapa 1
  • Etapa 2
cancelar CONTINUAR

Informações de exames: (escolha primeiro se é particular ou convênio)

cancelar