Volta às aulas fique atento !!

 

Como estar atento para possíveis problemas de audição

 

O baixo rendimento na escola, a troca de fonemas durante a fala e a distração constante podem ser indícios de dificuldades de audição em crianças com idade escolar. O problema é mais comum do que se imagina. A criança pode não participar das aulas por não conseguir assimilar o conteúdo ensinado pelo professor, e isso simplesmente porque ela não escuta bem.

 

Com dificuldades para ouvir, a criança não aprende direito. Além disso, pode ter problemas de relacionamento com colegas e apresentar distúrbios de comportamento, como a falta de concentração ou retraimento excessivo. Está comprovado que alunos com problemas de audição têm um rendimento escolar inferior.

 

O que preocupa é que depois do teste da orelhinha, feito em recém-nascidos para identificar possíveis problemas auditivos de nascença, os pais geralmente não pensam mais no assunto. “Muitas crianças em idade escolar podem ter infecções, como a otite, que podem causar déficit auditivo”, lembra a fonoaudióloga Marcella Vidal, da Telex Soluções Auditivas.

 

Resfriados constantes, dificuldade de respiração, caxumba, meningite, uso frequente de remédios ototóxicos, entre outros fatores, também podem causar perda de audição, que pode variar de um grau leve, moderado ou severo.

 

Quanto maior a perda auditiva, maiores os prejuízos no aprendizado escolar. Médicos e fonoaudiólogos chamam a atenção para a necessidade de um diagnóstico precoce, que garanta à criança um desenvolvimento normal. Por meio do exame audiológico é possível verificar se a criança apresenta problemas de audição. Durante a audiometria, o fonoaudiólogo detecta o grau e o tipo de perda auditiva.

 

Em bebês e crianças pequenas, a deficiência auditiva – dependendo do grau de surdez – pode causar atraso no desenvolvimento da linguagem. Com isso, a criança pode ter dificuldade na fala, com reflexos na escrita e no aprendizado em geral. Os prejuízos são imensos. O problema afeta o convívio com parentes, professores e colegas. O futuro dessas crianças poderá ser limitado, ou não, se os pais agirem com rapidez na busca de tratamento.

 

A #Telex trouxe para o Brasil o dispositivo Amigo, o sistema FM que permite a comunicação direta de pais e professores com crianças e jovens que apresentam problemas auditivos. Essa tecnologia, usada dentro das salas de aula, é fundamental para ajudar o aluno com deficiência auditiva a entender com clareza o que o professor está ensinando.

 

O Amigo é composto por um microfone (transmissor) e um receptor. A pessoa que está falando, no caso o professor, utiliza o microfone acoplado à roupa e a sua voz é transmitida diretamente para o receptor que está no aparelho auditivo do aluno. Isso ajuda a diminuir qualquer efeito negativo da distância, eco ou ruído de fundo, mantendo o sinal da fala original alto e claro e, possibilitando, dessa forma, um aprendizado dentro do ideal. 

 

"Os pais de crianças com suspeita de problemas auditivos devem agir rapidamente, buscando a ajuda de um médico otorrinolaringologista e até mesmo um serviço especializado para obter orientações sobre como desenvolver as potencialidades de seus filhos e não tratá-los de forma diferente. A tecnologia tem avançado muito também nessa área. Quando não existe a possibilidade de cirurgia, o uso de aparelhos auditivos e dispostivos como o Amigo resolvem o problema", conclui a fonoaudióloga Marcella Vidal.

Agende uma consulta com um dos nossos #otorrinos

Ligue 5522 0313 

Fonte : http://www.revistaincluir.com.br/noticia-287_como-estar-atento-para-possiveis-problemas-de-audicao

 

NEWSLETTER

Assine nossa newsletter e fique informado!

Desenvolvido por Fábrica de Tempo

Marcação de consulta Online

ou preencha o formulário abaixo:

  • Etapa 1
  • Etapa 2
cancelar CONTINUAR

Informações de exames: (escolha primeiro se é particular ou convênio)

cancelar