10 de Novembro- Dia nacional de prevenção e combate à surdez.

 

Campanha Nacional da Saúde Auditiva alerta sobre os riscos que mp3 players podem trazer à audição dos jovens.

Virou epidemia e moda há tempos. Por onde passamos, crianças, jovens e adultos estão com aqueles aparelhinhos que escondem potências inimagináveis para seus tamanhos, ouvindo música em som alto, que se misturam aos barulhos ensurdecedores de ônibus, caminhões, motos, metrô, trens, e gritaria do dia a dia. À primeira vista, não enxergamos problemas, mas o corpo sente, aos poucos, a audição ir embora. 

Para alertar essa grande parcela da população (e principalmente os jovens) sobre um perigo invisível, a Sociedade Brasileira de Otologia promove, através da Campanha Nacional da Saúde Auditiva, no dia 10 de novembro (segunda-feira), o Dia da Audição, a fim de informar e conscientizar sobre os riscos que o som alto dos mp3 players pode trazer à audição. Serão distribuídas em escolas da rede pública e particular, escolas de música, livrarias, clínicas, e lojas de aparelhos eletrônicos cartazes e folders informativos alertando sobre o uso excessivo de mp3 players e os danos que eles podem trazer à saúde auditiva. Além disso, a Campanha estréia um novo site (www.saudeauditiva.org.br) com informações sobre perda auditiva, artigos médicos, informações sobre aparelhos auditivos, seção “você sabia” com curiosidades sobre mitos e verdades sobre temas que envolvem a audição e o ouvido humano, jogos interativos para crianças e jovens, e a prestigiada área fale conosco, que recebe há quatro anos centenas de contatos de todo Brasil sobre audição, perda auditiva, atendimento médico, aparelhos auditivos e doenças. Será veiculado também um banner informativo publicitário no site UOL durante o mês de novembro.

Pequeno e potente

O hábito de ouvir música alta em tocadores de mp3 tem trazido sérios problemas para os ouvidos, que possuem estruturas muito especializadas e delicadas, responsáveis pela audição. Os tocadores de mp3 atuais são tão potentes que podem atingir uma intensidade sonora de até 120dB, em seu volume máximo. Para se ter uma idéia, isto equivale à intensidade de uma turbina de avião durante a decolagem! Além disso, estudos comprovam o risco que os pequenos aparelhos podem trazer. O Comitê Científico Europeu de Riscos à Saúde divulgou no inicio de outubro deste ano um estudo que comprova que o uso de mp3 player com fone intra-auricular (dentro do ouvido) favorece a perda de audição, e que adolescentes e jovens na casa dos 20 anos não perceberiam a diminuição da acuidade auditiva imediatamente. Os efeitos nocivos da música alta só serão percebidos em uma década ou quando entrarem na casa dos 30 anos, avalia a pesquisa. De acordo com o estudo, os grupos mais expostos a riscos são aqueles que ouvem mp3 player ao menos cinco horas por semana. Porém, os malefícios podem ser notados mesmo para quem ouve apenas 28 segundos por dia de música alta e que boa parte dos jovens ouve música no iPod com sons entre 100 e 115 decibéis, quando o nível recomendado é sempre inferior a 60 decibéis.

Dados perigosos

• Cerca de 15% a 20% da população em geral tem zumbido, sintoma que indica perda auditiva. No Brasil, significa algo em torno de 25 a 30 milhões de brasileiros. Destes, 15% se sentem incomodados com o barulho e procuram ajuda médica

• Cerca de 30% a 35% das perdas de audição são creditadas à exposição a sons intensos, sejam eles em ambientes profissional ou em lazer (como shows ou aparelhos eletrônicos)

• A surdez relacionada à exposição a sons intensos é “cumulativa”. Uma vez cessado o fator causador (exposição a ruído), a perda de audição estaciona, mas não regride.

Além da perda de audição, o som muito alto de tocadores de mp3, discotecas e shows, pode agredir o ouvido de outras formas, causando zumbido, fortes dores de cabeça, insônia e dificuldade de entendimento. Ou seja: pessoas jovens terão problemas auditivos muito antes que seus pais e avós.

Para proteger o ouvido, a Sociedade Brasileira de Otologia dá algumas dicas:

• Deixe o volume do tocador de mp3 na metade do volume máximo do aparelho;

• Fique atento para que o som saído dos fones não seja ouvido pelos amigos ao redor; 

• Evite ficar muitas horas seguidas ouvindo mp3;

• Procure ajuda médica tão logo seja percebida qualquer alteração da audição

São pequenas atitudes capazes de produzir grandes benefícios para o ouvido. E dessa maneira você será recompensado com muitos anos de sons agradáveis, prazerosos e memoráveis, apenas cuidando da sua saúde auditiva.

 

www.saudeauditiva.org.br

 

NEWSLETTER

Assine nossa newsletter e fique informado!

Desenvolvido por Fábrica de Tempo

Marcação de consulta Online

ou preencha o formulário abaixo:

  • Etapa 1
  • Etapa 2
cancelar CONTINUAR

Informações de exames: (escolha primeiro se é particular ou convênio)

cancelar