Aumento de casos de gripe , faz população aumentar a prevenção !

 

Dicas orientam sobre cuidados que ajudam a evitar o contágio

 

 

A gripe é uma das principais e mais conhecida doença relacionada ao inverno. Além da vacina, que oferece imunização contra a doença, outros cuidados podem ser tomados para evitar o contágio.

 

Dúvidas s frequentes sobre a gripe e as formas de evitar o contágio pelo vírus influenza.

 

- Gripe merece atenção! A gripe pode levar a complicações como sinusites, otites, pneumonia e até a morte.

 

- Causada pelo vírus influenza, a gripe tem como sintomas febre alta, fraqueza, dores no corpo, tosse, mal-estar. A pessoa fica doente por até duas semanas.

 

- Resfriado não é gripe! O resfriado é gerado por vírus diferentes do da gripe e apresenta sintomas mais leves como coriza, discreto mal-estar e a febre não é frequente.

 

- O vírus da gripe é transmitido através de tosse, espirro ou durante a conversa. A contaminação pode ocorrer por via respiratória ou por meio do contato com locais infectados, como corrimão.

 

- Medidas  como evitar aglomerações, lavar as mãos com água e sabão ou higienizá-las com álcool gel após contato com superfícies, depois de espirrar e tossir, podem prevenir a contaminação com o influenza.

 

- Espirrar e tossir contra o braço (e não na mão) ou em lenços descartáveis também ajuda a evitar a gripe.

 

- A vacina contra gripe protege em até 90% dos casos. Qualquer pessoa com mais de seis meses de idade pode tomá-la. Leva cerca de duas semanas para o vacinado ficar protegido. A vacina tem duração de um ano.

 

- É importante destacar que a vacina não causa a gripe, já que é constituída de vírus mortos. Mas é suficiente para provocar uma reação do organismo, que acaba produzindo uma defesa contra a doença.

 

- Por ser específica contra o vírus influenza, a vacina não protege contra vírus causadores de outras doenças respiratórias, mesmo que os sintomas, às vezes, sejam parecidos.

 

- No dia da vacinação e no dia seguinte é importante consumir alimentos leves, beber muita água e evitar atividades físicas.

 

- Em casos de mal estar, o tratamento dos sintomas é suficiente. Paracetamol é o medicamento mais indicado.

 

- Alérgicos a ovos não devem tomar as vacinas contra gripe comum e a H1N1, pois ambas são produzidas após inoculação do vírus em ovo e contêm proteínas derivadas do ovo em seu conteúdo.

 

A Clínica Regina Ortega atua há vários anos no tratamento de alergias, com destaque para as respiratórias como rinite alérgica, asma (ou bronquite alérgica,ou bronquite asmática), através de imunoterapia com vacinas alergênicas, combatendo a causa e não apenas os sintomas alérgicos.

Através do Teste Alérgico de Leitura Imediata (resultado em cerca de 30 minutos) é possível identificar a causa de grande parte das alergias. Mediante esses resultados, Laboratórios especializados manipulam os antígenos que serão administrados de maneira progressiva pelo médico, aumentando a resistência e diminuindo a sensibilidade especifica contra o alérgeno tratado, melhorando sensivelmente os sintomas e a qualidade de vida dos pacientes.

 

NEWSLETTER

Assine nossa newsletter e fique informado!

Desenvolvido por Fábrica de Tempo

Marcação de consulta Online

ou preencha o formulário abaixo:

  • Etapa 1
  • Etapa 2
cancelar CONTINUAR

Informações de exames: (escolha primeiro se é particular ou convênio)

cancelar